Sustentabilidade


Ação climática é tema do Dia Internacional das Cooperativas

Nações Unidas recordam que cooperativas são uma parte da solução para a desigualdade

04/07/2020 15h10

Foto: Pnud

As Nações Unidas marcam neste 4 de julho o Dia Internacional das Cooperativas pedindo mais promoção de ação climática. Cooperativas pelo Clima é o tema deste ano que destaca o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 13 sobre Ação Climática.

A celebração, marcada todo primeiro sábado de julho, é resultado de uma parceria, surgida em 1995, entre a ONU com a Aliança Internacional de Cooperativas. 

A ONU lembra que nenhum país está imune ao efeito arrasador das emissões de dióxido de carbono, que causam o aquecimento global. Desde 1990, a quantidade global do lançamento de CO2 na atmosfera aumentou 50%, se comparada aos níveis registrados em 1990.

Além disso, as consequências da mudança climática ameaçam com efeitos irreversíveis para a humanidade, por isso a importância da ação climática por parte de todos.  

Esses efeitos são ainda mais duros para comunidades desfavorecidas como grupos indígenas, mulheres, lavradores e minorias étnicas, que, muitas vezes, têm que lidar com desastres naturais extremos e a degradação dos recursos naturais.

Covid-19

Em sua mensagem sobre o Dia Internacional, o secretário-geral da ONU afirmou que as consequências da pandemia de Covid-19 só reforçaram a necessidade da cooperação e da solidariedade, que são duas caraterísticas básicas ao funcionamento das cooperativas. 

António Guterres disse que as celebrações deste ano destacam o papel das cooperativas em responder aos desafios atuais do mundo enquanto ajudam a atingir os ODS promovendo inclusão e igualdade.

As cooperativas se baseiam em princípios de cuidados para com o próximo e as comunidades, de proteção de trabalho decentes e da proteção ao meio ambiente. 

Para ele, esses princípios são vitais na criação da resiliência em épocas de crise e de testes difíceis enfrentados pela humanidade.
Com seu trabalho de base, as cooperativas têm contato direto com os cidadãos e as comunidades, o que é vital para o sucesso da ação climática, assim como as políticas públicas para o setor.

Escócia e Inglaterra

O Dia Internacional é celebrado desde 1923. Já a primeira cooperativa da história surgiu na Escócia em 14 de março de 1761. Em 1844, um grupo de 28 produtores de algodão, no norte da Inglaterra, estabeleceu a primeira empresa moderna sob o modelo de cooperativa.

A iniciativa oferece uma oportunidade de cooperação e de acesso à criação da riqueza e bem-estar através de atividades produtivas.  Nas cooperativas, os participantes controlam, de forma democrática, o capital da empresa e contribuem para o combate à pobreza.

As cooperativas são baseadas em grupos comunitários e o compromisso delas com o desenvolvimento sustentável é vital para desenvolver economias locais e alcançar as metas da Agenda 2030.

A forma de gerenciamento das cooperativas é autônoma, mas integrada internacionalmente, e incentiva os trabalhadores e cidadãos a dependerem da autoajuda e a promoverem a integração social.